Jackpot Fishing

PUBLICIDADE

Jackpot Fishing - Por que o chocolate faz você se sentir bem

Um dos doces mais amados ao redor do mundo, o chocolate é capaz de promover uma sensação de bem-estar após seu consumo. Mas por que isso acontece? Confira!

16 jan2024 - 15h39
Compartilhar
Exibir comentários

Muitas pessoas são apaixonadas por chocolate, mas poucas estão familiarizadas com todas as belas razões pelas quais ele é uma experiência completa para o corpo, mais do que qualquer outro ingrediente de sobremesa poderia ser.

Ciência explica porque o chocolate promove sensação de bem-estar
Ciência explica porque o chocolate promove sensação de bem-estar
Foto: lookstudio/Freepik / Boa Forma

Com isso, listamos aqui 6 notáveis atributos químicos do chocolate, responsáveis pela sensação de bem-estar que ele é capaz de promover. A seguir, exploraremos por que ele não é apenas delicioso, mas também uma maravilha natural na forma de barra.

Por que o chocolate faz você se sentir bem?

Feniletilamina

A primeira na lista das qualidades mágicas do chocolate é a feniletilamina. Trata-se da substância química que seu cérebro libera quando você está apaixonado, segundo um estudo de 2018.

A história cultural de dar chocolates no Dia dos Namorados ou outros presentes românticos de repente faz mais sentido, não? Em meados de 1800, a Cadbury criou uma embalagem de chocolates em forma de coração apenas para esse fim, e ela continua sendo um pilar em nossa sociedade quase dois séculos depois. A feniletilamina desencadeia a liberação de endorfinas e aumenta a atividade da dopamina e da serotonina. Tomada sozinha como suplemento geralmente proveniente de algas, a feniletilamina é considerado um potente antidepressivo.

Teobromina

Um estimulante que aumenta a frequência cardíaca, a teobromina não é exclusiva do chocolate - mas o único outro alimento com quantidade semelhante - as sementes de macambo -nunca ganhou popularidade. Semelhante à cafeína, a teobromina bloqueia os receptores de adenosina, o que significa que evita que você se canse. No entanto, a teobromina tem uma duração mais longa que a cafeína, como apontou um estudo de 2013. Portanto, mesmo que você sinta menos seus efeitos energéticos do que os da cafeína, você os sente por mais tempo.

Magnésio

Querer chocolate durante a TPM, antes da menstruação, não é um desejo alimentar, mas sim uma necessidade corporal legítima. Isso porque o chocolate contém magnésio calmante e relaxante, como confirma uma pesquisa de 2016 - que além de reduzir a ansiedade também ajuda a aliviar as cólicas. Para o alívio das cólicas, o magnésio combina melhor com a vitamina B65.

Cafeína

Ah, o estimulante que tantos de nós conhecemos, amamos e consumimos diariamente. 28 gramas de chocolate amargo contém cerca de 24mg de cafeína, por isso não é equivalente a uma dose de café expresso ou a uma xícara de café de 226ml (que contém cerca de 80 a 100 miligramas de cafeína), mas é o suficiente para obter um pouco de energia. Como a absorção da cafeína é retardada no organismo pela gordura, que não falta no chocolate graças à quantidade de manteiga de cacau em suas versões moldadas, esse efeito é ainda mais suave e suave.

L-triptofano

Precursor da serotonina, o chocolate não é o melhor alimento para esse produto químico relaxante, que induz ao sono. Em vez disso, o triptofano é mais conhecido por estar presente no peru comido no Natal, por exemplo. Vale ressaltar, porém, que ele requer carboidratos para ser ativado, o que significa que aves ou outros alimentos com alto teor de triptofano consumidos isoladamente não induzem sonolência. O chocolate contém esses carboidratos na forma de açúcar, portanto, mesmo que não contenha uma tonelada de triptofano, você recebe todos os benefícios da quantidade que ele contém.

Polifenóis

Alimentos ricos em polifenóis, que são uma espécie de antioxidante, estão associados à melhora do humor. Esses antioxidantes têm efeito neuroprotetor no cérebro, auxiliando na prevenção de distúrbios cognitivos e psiquiátricos, como apontou uma pesquisa publicada em 2020. Um outro estudo ainda observou que "tem sido dada uma atenção considerável aos polifenóis botânicos e herbais encontrados em alimentos e suplementos dietéticos, uma vez que são relativamente baratos, têm menos efeitos secundários percebidos do que muitos produtos farmacêuticos e não são invasivos em comparação com outras formas de tratamento". Vale dizer que o teor de polifenóis no chocolate varia de acordo com a origem dos grãos de cacau, mas todo chocolate contém esses valiosos antioxidantes.

Jackpot Fishing
Compartilhar
Publicidade
Publicidade
Jackpot Fishing Mapa do site

1234