Jackpot Fishing

PUBLICIDADE

Cidades

Homem que teve 'órgão' arrancado pela esposa diz que a perdoa: ‘Está pagando’

Suspeita cortou órgão genital, jogou na privada e deu descarga. Ela segue presa

28 dez2023 - 11h12
(atualizado às 12h02)
Compartilhar
Exibir comentários
Foto: Reprodução/Google Maps

O homem de 39 anos que teve o órgão sexual cortado pela esposa, em Atibaia, no interior de São Paulo, já está sob os cuidados da família em casa. Em entrevista a TV Thathi Campinas, afiliada da Record, a vítima revelou que perdoa a companheira, mas que ela vai marcar sua vida negativamente para sempre. A suspeita segue presa. 

O caso ocorreu na madrugada do último dia 22. Segundo informações do jornal Folha de S.Paulo, o motivo seria vingança por uma suposta traição, com a sobrinha dela, uma adolescente de 15 anos. Após cortar o marido, ela jogou a genitália no vaso sanitário. A própria mulher foi à delegacia para confessar o crime.

O homem foi internado logo após ser ferido, e alguns dias depois recebeu alta. A reportagem da Record mostra que os dois trocaram mensagens durante o dia do crime, e que a suspeita disse que queria vestir uma lingerie para o marido. Quando se encontraram, ela deu prosseguimento ao plano. 

O marido relatou que as luzes estavam apagadas e que ela começou a acariciá-lo. Ele contou que foi tudo muito rápido, e só percebeu que havia sido cortado quando a companheira acendeu a luz. "Eu levantei e perguntei porque ela tinha feito isso", relembra. 

O homem também destaca que ela a companheira tinha um “ciúme possessivo” dele, e chegou até a jogar um celular dele fora uma vez: “Mesmo eu sendo aberto com ela, ela tendo a senha do meu celular, ela mexendo no meu celular, esse ciúmes dela era incontrolável."

Apesar de tudo o que aconteceu, ele afirma que a perdoa. “Com certeza ela vai deixar a minha vida marcada para sempre, negativamente. Mas como eu estou falando a todo o momento, eu tenho fé, primeiramente, em Deus, e nada acontece na vida se não for a permissão de Deus. Infelizmente, aconteceu isso, ela fez essa tragédia, está pagando por isso. A questão, se eu perdoo ela, a verdade é que quem tem que perdoar é Deus, mas, sim, da minha parte, ela está perdoada”, finalizou. 

Mulher se entregou

A suspeita se entregou na delegacia logo após o crime, acompanhada do irmão. "Boa noite moço, eu vim me apresentar, porque eu acabei de cortar o pênis do meu marido", segundo transcrito no boletim de ocorrência.

A mulher contou à polícia que decidiu arrancar o órgão sexual do marido, e em detalhes, afirmou ter excitado o marido e durante o ato sexual, amarrou suas mãos com uma calcinha. Em seguida, cortou o órgão, tirou foto e jogou no vaso sanitário, puxando a descarga logo depois. Esse último gesto não foi à toa: segundo relatou, ela tinha ouvido falar que era possível "reimplantar" o órgão.

A delegacia confirmou com a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) a chegada do marido ao local para checar a veracidade da história. Ainda segundo a Folha, o próprio homem conseguiu ir sozinho até a UPA.

O irmão da mulher, que mora perto do casal, contou que ouviu alguém gritar pedindo ajuda e se deparou com o cunhado com o short sujo de sangue. Antes mesmo que ele pudesse pegar a chave do carro, o homem foi até a UPA, que fica perto da residência.

A mulher foi indiciada por tentativa de homicídio. Ela chegou a ser liberada pelo delegado de plantão, mas posteriormente teve o pedido de prisão temporária autorizado pela Justiça. A mulher foi detida no início da noite, segundo a Polícia Civil de Atibaia.

Ao jornal, o advogado da mulher, Lucas Scardino Fries, disse que a acusada não agiu "com intenção deliberada de matar". "Por todo o tempo ela compareceu à delegacia para contribuir com a elucidação do caso concreto, que envolveu o relacionamento da vítima com a sobrinha", acrescentou o advogado, que vai citar a apresentação voluntária da mulher para pedir seu habeas corpus.

Fonte: Redação Jackpot Fishing
Compartilhar
Publicidade
Publicidade
Jackpot Fishing Mapa do site

1234