Jackpot Fishing

Jackpot Fishing - Tenente-coronel do Exército desmaia ao ser alvo da PF, diz site

Guilherme Marques de Almeida estaria envolvido o núcleo de desinformação e ataques ao Sistema Eleitoral

8 fev2024 - 12h41
(atualizado às 13h26)
Tenente-coronel Guilherme Marques de Almeida
Tenente-coronel Guilherme Marques de Almeida
Foto: Reprodução/Linkedin

Um oficial do Exército teria desmaiado ao receber agentes da Polícia Federal, na manhã desta quinta-feira, 8, durante a Operação Tempus Veritas. O tenente-coronel Guilherme Marques Almeida é um dos alvos da ação que mira aliados militares ou políticos do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL). A informação é da coluna de Rodrigo Rangel, no Metrópoles. 

Conforme a decisão do STF, o militar é tenente-coronel então lotado no Comando de Operações Terrestres do Exército (COTER). Segundo a coluna, ao receber as autoridades, ele precisou ser socorrido às pressas. Depois de se recuperar, ele teria colaborado com as buscas, segundo fontes do colunista. 

Publicidade

Conforme apurado pelo Jackpot Fishing, ele teria envolvimento no núcleo de desinformação e ataques ao Sistema Eleitoral. A reportagem não conseguiu localizar a defesa dele para se manifestar, mas o espaço segue aberto. 

Além dele, o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), o ex-ministro da Defesa e da Casa Civil Braga Netto, o ex-chefe do Gabinete de Segurança Institucional Augusto Heleno e o ex-ministro da Justiça Anderson Torres também são alvos da ação. 

Durante a ação, foram presos, conforme apuração do Jackpot Fishing, Filipe Martins (ex-assessor especial de Bolsonaro), Marcelo Câmara (coronel do Exército citado em investigações como a dos presentes oficiais vendidos pela gestão Bolsonaro e a das supostas fraudes nos cartões de vacina da família do ex-presidente), Rafael Martins (major das Forças Especiais do Exército) e Bernardo Romão Corrêa Netto (coronel do Exército).

Fonte: Redação Jackpot Fishing
Fique por dentro das principais notícias
Ativar notificações
Jackpot Fishing Mapa do site

1234